Escrito em por , na categoria Ação Contra a Mudança Global do Clima.

Um plano ambicioso

A Nestlé anunciou um compromisso global ambicioso: tornar 100% de suas embalagens possíveis de serem recicláveis ou reutilizáveis até 2025 (ver aqui). A intenção é que nenhuma embalagem seja descartada em aterros sanitários ou termine como resíduo em mares, oceanos e rios. A gigante de alimentos acompanha outras multinacionais de consumo. Essas companhias têm sofrido pressões de ambientalistas e de consumidores para adotarem medidas para reduzir o descarte de materiais que levam centenas de ano para se decompor, como plástico e vidro. Reciclar.

Para reduzir sua pegada plástica, Coca-Cola dá desconto e até casa!

Em março deste ano, a Coca-Cola revelou, pela primeira vez, a quantidade de plástico que utiliza na produção de suas embalagens: 3 milhões de toneladas do material por ano, o que equivale a cerca de 200 mil garrafas por minuto. O dado consta em relatório que a gigante do setor de bebidas compartilhou com a Fundação Ellen MacArthur, entidade que capitaneia projetos de economia circular em todo o mundo.

A investida por mais transparência representa um grande passo para a empresa reduzir sua “pegada plástica” e atingir a meta global anunciada no ano passado de coletar e reciclar o equivalente a 100% das embalagens que coloca no mercado até 2030 (veja aqui). Parte da estratégia para chegar lá passa pelo estímulo ao uso de garrafas retornáveis – e não, não se trata apenas das de vidro, mas das embalagens de plástico também.

Atualmente, 20% das embalagens de plástico que a empresa coloca no mercado brasileiro podem ser retornadas aos pontos de venda para serem reutilizadas no processo de envazamento dos refrigerantes da marca. Foi preciso adaptar parte da linha de produção para limpar os vasilhames, aplicar e retirar rótulos de papel, a cada nova ciclo das garrafas. Cada embalagem retornável de plástico pode ser reutilizada até 12 vezes (a de vidro chega a 25 vezes).

Para aumentar as taxas de reutilização, a Coca-Cola está investindo na ampliação dessas linhas, equipamentos de fábrica e compra de embalagens. No Brasil, a empresa vai chegar ao fim de cinco anos (2016-2020) com investimento de R$ 1,6 bilhão para garantir os objetivos de suas políticas de embalagens.

Opinião

Já não se cria e desenvolve com mão de obra barata do terceiro mundo, usos abusivos de recursos e processos quase sempre ineficientes. O mundo atual está de olho em tudo, e quem ainda permanece com essa visão, o capitalismo e seus consumidores fazem o trabalho de garantir quem permanece competitivo no mercado. Aí, problema resolvido.

A transparência é o diferencial hoje, e quem sabe disso, não reluta em acompanhar as mudanças. De relatórios de sustentabilidade anuais a produtos com informações da cadeia produtiva na tela do celular (procure saber sobre o blockchain na cadeia de suprimentos), o desenvolvimento sustentável é o presente. Claro, num mundo cheio de paralelos, não é difícil encontrar sociedades que nem chegaram no limite do consumo, precisariam consumir para chamarmos assim. E para isso, o desenvolvimento sustentável também é a solução. Reduz as desigualdades, garante que as próximas gerações não encontrem desiquilíbrios, possam ter as mesmas oportunidades de acesso a informação, e poder de consumo (consciente) iguais.

Bom, mas o que tem a ver todo esse papo com o título do post? Resposta: tudo! Sabe porque? Uma organização que traga princípios éticos e ecológicos em seus processos e produtos vai ser hoje, uma empresa vanguardista, que tome a iniciativa de mudar o mercado, e que, com certeza, vai atrair um público mais ligado a esses temas. Amanhã, talvez, seja diferente, quem não estiver nessa linha, não tenha adotado essas práticas, talvez esteja passando por maus bocados…

O mundo está mudando, diagnósticos de cidades inteiras estão sendo publicados. E neles estão os caminhos de como chegar na circularidade, não só do empreendedor, mas também da sociedade, e muito bem detalhados, com potencialidades do mercado, engajamento dos agentes públicos no fortalecimento de políticas de apoio…

O que tem em comum entre estas notícias é: quem tomar a dianteira de seus setores na adoção de práticas realmente modificadoras, não vai se arrepender dos resultados futuros, sem sombra de dúvidas.

Então, você empreendedor, adote práticas sustentáveis em seus negócios, os resultados serão observados brevemente. Reciclar

 

Algumas informações citadas estão referenciadas no próprio texto, e também podem ser visitadas no sítio original:

VALOR, “Multis planejam reciclar 100% das embalagens”, Abril/2019. Link: www.valor.com.br

EXAME, “Para reduzir sua “pegada plástica”, Coca-Cola dá desconto e até casa”, Maio/2019. www,exame.abril.com.br

Nós podemos ajudar nessa transição. Para parcerias e meios de implementação, entre em contato conosco.