Escrito em por , na categoria Ação Contra a Mudança Global do Clima, Consumo e Produção Sustentáveis, Energia Limpa e Acessível, Fome Zero e Agricultura Sustentável, Indústria, Inovação e Infraestrutura.

A União Europeia

A União Europeia é uma união econômica e política de características únicas, constituída por 28 países europeus que, em conjunto, abarcam grande parte do continente europeu.união europeia

A UE foi criada logo após a Segunda Guerra Mundial. A intenção inicial era incentivar a cooperação econômica, partindo do pressuposto de que se os países tivessem relações comerciais entre si se tornariam economicamente dependentes uns dos outros, reduzindo assim os riscos de conflitos.

Dessa cooperação económica resultou a criação da Comunidade Econômica Europeia (CEE) em 1958, então constituída por seis países: Alemanha, Bélgica, França, Itália, Luxemburgo e Países Baixos. Desde então, observou à criação de um enorme mercado único em permanente evolução.

Com legislações pós guerra bem definidas, e por seguintes tensões mundiais, nasceu a necessidade de uniformização e melhoria nos desempenhos e resultados de determinados setores. Com base nestes padrões, órgãos e governos criam normas específicas de acordo com necessidades e tendências, com intuito de obterem os melhores produtos e serviços.

A formação da diretiva

A diretiva é um ato legislativo da União Europeia que exige que os Estados-Membros alcancem um determinado resultado.

Exigência esta que traz a acessão do uso de energia de fontes renováveis, estabelecendo critérios e planos de ação para uma série de tecnologias.

Seu objetivo é alcançar 20% na participação de fontes renováveis no consumo bruto final de energia da comunidade europeia e 10% de participação de energias de fontes renováveis utilizada para transporte em cada país membro.

A diretiva traz ainda parâmetros gradativos de redução de emissões até 2017, além de que os biocombustíveis não devem ser oriundos de matéria prima produzida em região de alto valor de biodiversidade e seguir as diretrizes do trabalho segundo a OIT.

Alguns países tomaram suas próprias medidas de transferência de matriz energética, como no caso da Suécia e França, por exemplo.

Ambas, em meados dos anos 70, adotaram metas de longo prazo para redução do uso do petróleo e seus derivados como principal fonte de energia.

Para cada tipo de produto há certos critérios para serem seguidos, que são definidos por cada padrão de certificação, porém, todos com base na diretiva europeia.

Os principais selos de certificação são BONSUCRO, RSB, ISCC, RSPO e FSC.